43 anos da Revolução de Granada e seu líder Maurice Bishop

Em 25 de outubro de 1983, sob a Operação Fúria Urgente, os Estados Unidos invadiram a ilha por ar e água, encerrando a segunda experiência socialista no Caribe desde a Revolução Cubana de 1959.

Depois de nomeado primeiro-ministro, Maurice Bishop implementou vários programas para o desenvolvimento integral da população — Foto: A. Webb

O dia 13 de março de 2022 marcou o 43º aniversário da socialista liderada pelo Movimento Nueva Joya em Granada. Quatro anos depois, a ilha caribenha seria invadida pelos Estados Unidos (EUA).

Maurice Bishop assumiu o comando do país e estabeleceu um forte vínculo com Cuba, fato que irritou os já que antes da revolução, a ilha era aliada de Washington.

Em 25 de outubro de 1983, sob a Operação Fúria Urgente, os invadiram a ilha por ar e água, encerrando a segunda experiência socialista no Caribe desde a Cubana de 1959.

 celebra o 40º aniversário do fim da ditadura de Eric Gairy, derrotado por um grupo de jovens pertencentes ao Movimento Nueva Joya , liderado por Maurice Bishop , que iniciou a “ Popular” sem derramar sangue.

Durante seis anos, o movimento construiu um exército que reuniu todo o descontentamento da população diante da brutal que vivenciava. O único objetivo era a ação de 13 de março de 1979.

Esta revolução é pelo trabalho, pela alimentação, pela moradia digna e pelos serviços de saúde, e por um futuro brilhante para nossos filhos e netos. Os benefícios da revolução serão para todos”

Maurício Bispo, primeira mensagem dada à população.

Bishop foi nomeado primeiro-ministro de Granada. Durante sua gestão, implementou diversos programas para promover o desenvolvimento social integral , mas suas ações geraram o descontentamento dos Estados Unidos (EUA).

Primeiro de maio de 1980: O primeiro-ministro de Granada, Maurice Bishop, ao centro, é ladeado pelo líder de Fidel Castro, à direita, e pelo presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, em Havana, Cuba — Foto: PA

Embora a população tenha se mobilizado para exigir sua libertação, em 19 de outubro de 1983, Bishop foi transferido para o quartel do Exército em Fort Rupert, onde mais tarde seria executado.

Fortaleceu os laços com Cuba, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), e outros países copntrários à políticas dos EUA.

Isso deu lugar a uma intervenção dos EUA, ordenada pelo presidente Ronald Reagan, que justificou sua ação “em defesa dos cidadãos” diante de uma suposta ocupação de Cuba.

Presidente Ronald Reagan na convenção republicana de Durenberger, 1982 – Foto: Universal History Archive/Getty Images

Reportagem: TeleSur
Tradução: Mídia1508

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias