Uma operação da polícia militar causou a morte de uma mulher e deixou outros três moradores feridos neste domingo (3) na Favela do Canitar, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Ana Maria Vieira de Souza, de 54 anos, conhecida como Ana do Pula Pula, estava na sala de casa quando foi atingida na barriga por um tiro. Ela foi socorrida por vizinhos que a levaram para o Posto de Assistência Médica (PAM) de Del Castilho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. O mototaxista Leoninas Anacleto, de 22 anos, também foi baleado e levado para o hospital Salgado Filho, Méier. Até o momento, não há informações sobre seu estado de saúde.

Ana Maria Vieira de Souza / Foto: Reprodução

A operação durou mais de quatro horas e se estendeu por quatro favelas do Alemão, com o uso de dois veículos blindados. Segundo moradores, no Canitar, o tiroteio começou após os PMs terem ido ao local para impedir a realização de um baile funk.

Imagens postadas em redes sociais registram a destruição pelos veículos da estrutura de um evento que aconteceria na região. Um morador divulgou uma foto dos estragos causados pela ação dos policiais no telhado da sua casa.

Apenas em janeiro de 2019, agentes da repressão mataram 160 pessoas em supostos confrontos no Rio. Foi o maior número de mortes por intervenção policial registrado para o primeiro mês do ano no estado desde 1998.

 

Mais imagens:

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Deixe seu comentário: