Grupo protesta contra a violência policial e o genocídio do povo negro no Centro do Rio

Durante a manifestação, o fascista e deputado Rodrigo Amorim (PSL), apareceu no local e tentou intimidar os manifestantes.

1 min read
Protesto na região central do Rio de Janeiro na sexta-feira (25) — Foto: Stella Nemer

Na última sexta-feira (25/06), um grupo de manifestantes protestou na porta da Secretaria de Segurança Pública, na Central do Brasil, no Rio de Janeiro, contra a violência policial e o genocídio do povo negro.

Com faixas pedindo justiça, a manifestação lembrou a recente Chacina do Jacarezinho, quando 27 pessoas foram assassinadas pela em uma “operação vingança”, após a morte de um policial civil.

Durante o protesto, o fascista e deputado Rodrigo Amorim (PSL), apareceu no local e passou a intimidar os manifestantes. O deputado é conhecido por diversas tentativas de intimidação aos indígenas da Aldeia Maraká’nà, por invadir a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e arrancar cartazes de estudantes e de professores. Rodrigo Amorim é um dos parlamentares que, quando estava em campanha para o presidente Jair Bolsonaro, quebrou a placa em homenagem a Marielle Franco, assassinada no Centro do Rio de Janeiro.

O deputado foi expulso ao gritos pelos e manifestantes presentes.

Assista o vídeo:

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias