Polícia do Rio leva terror a favela do Jacaré

Após a chacina, um grupo fez um protesto em um dos acessos ao local e tentou fechar o trânsito em uma rua da região.

Foto: Reprodução

Moradores do relataram abusos e execuções durante operação das Polícias Civil e na favela, zona norte do Rio, na manhã desta quinta-feira (6). Por meio das redes sociais, circulam denuncias de invasões de casas e de que os mortos pela são em maior número que os 22 anunciados oficialmente. Após a chacina, um grupo fez um em um dos acessos ao local e tentou fechar o trânsito em uma rua da região.

“O respeito com os moradores nunca tem, isso é uma população, mas acho que eles pensa que estão no Iraque”, se revoltou um morador, que assistiu a duas pessoas serem assassinadas na casa onde reside com a avó. Imagens do imóvel mostram o local sujo com o sangue das vítimas. O crime foi presenciado também pela idosa.

Casa de morador que foi invadida por criminosos e policiais — Foto: Arquivo pessoal
Casa de morador que foi invadida por criminosos e policiais — Foto: Arquivo pessoal

Integrantes das Mães de Manguinhos, coletivo formado por familiares de vítimas da no RJ, descrevem o horror vivido. Segundo elas, há corpos espalhados pelo chão em vielas da comunidade.

“Tem muita gente morta”, diz uma representante, que teme ser identificada. “As famílias estão todas desesperadas, tentando chegar perto dos corpos e os policiais não deixam”, relata outra mulher, também pedindo anonimato.

Há denúncias de que policiais que atuam na comunidade estariam pegando telefones de moradores sob a alegação de que estariam mandando informações para traficantes.

“Estão pegando telefone, agredindo morador e fazendo agressão”, relatou um morador.

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

1 ano sem Moïse

A mãe de Moïse esteve pela primeira vez no quiosque onde seu filho foi assassinado. Revoltado,…