/

Bolsonarista que atacou advogado de direitos humanos no Rio é funcionário da prefeitura

O homem é Marcelo Moutinho Santana, de 52 anos, residente do mesmo prédio dos advogados; no apartamento de número 924.

Marcelo Moutinho Santana / Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira foi identificado o morador que atacou o advogado popular André de Paula, coordenador da Frente Internacionalista dos Sem-Teto (FIST) e membro da Anistia Internacional. A outra vítima da tentativa de assassinato é a advogada Bárbara dos Santos, também da FIST.

Na denúncia, ambos relatam também o cunho racista do ataque do apoiador de Bolsonaro, já que Bárbara é uma mulher negra.

O homem é Marcelo Moutinho Santana, de 52 anos, residente do apartamento de número 924, no prédio 99 da Corrêa Dutra, no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Moutinho é servidor público (matrícula 10/263.305-5) e trabalha na Secretaria Municipal de e Defesa Civil.

Sua conta de Facebook está desativada.

Em dezembro de 2020, o autor da tentativa de assassinato foi convocado pelo Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância Zoonoses e de Inspeção Agropecuária a participar como vacinador na Campanha de Vacinação contra a Raiva Animal. Veja abaixo o Diário Oficial do Município do Rio:

O ataque bolsonarista aos advogados

No último sábado, dia 13/03, os advogados de André de Paula e Bárbara, ambos da Frente Internacionalista dos Sem-Teto (FIST), sofreram uma tentativa de assassinato, quando Marcelo Moutinho Santana incendiou a porta do apartamento onde os advogados residem.

O incêndio foi apagado por um funcionário do edifício, que pelas câmeras internas viu a porta em chamas. Por muito pouco o incêndio não foi maior:

Poderia ter incendiado todo o apartamento se não fosse o porteiro que apagou o incêndio. Inclusive, poderia ter avançado para todo o prédio, diz André.

Segundo a síndica do prédio, um homem não identificado entrou em seu escritório semanas atrás e fez ameaças ao advogado André de Paula, dizendo que pararia com as manifestações Fora Bolsonaro “por meios não legais”. André realiza regularmente protestos contra o presidente Jair Bolsonaro e a gestão genocida do governo durante a de Covid-19.

Em áudio, o advogado nos contou que a síndica já tinha as imagens de quem realizara o atentado, um morador e apoiador do governo Bolsonaro, mas que ela só entregaria o material à polícia.

Os dois advogados realizaram registro de ocorrência com as testemunhas:

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

1 Comentário

  1. Já passou da hora de agirmos contra esses fascistas também com violência. Eles só têm essa postura porque ou não reagimos, ou reagimos de forma vítimas tá, se reagirmos também com violência, esses covardes não meterão mais a cara com a gente.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

1 ano sem Moïse

A mãe de Moïse esteve pela primeira vez no quiosque onde seu filho foi assassinado. Revoltado,…