Professor de educação física de 23 anos é morto dentro de casa, durante operação policial em favela no Rio

Caio era formado em Educação Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e dava aulas para idosos.

Foto: Caio Gomes Soares/Arquivo Pessoal

O jovem Caio Gomes Soares, de 23 anos, foi morto com uma bala na cabeça, nesta segunda-feira (19), por volta das 7h15. Ele estava dentro de casa, quando foi alvejado, durante uma operação da na da Coroa, no bairro do Catumbi, centro do Rio, e morreu na hora, nos braços de sua irmã, de 24 anos.

Caio era formado em Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e dava aulas para idosos.

De acordo com os moradores da rua, que fica próxima ao túnel Santa Bárbara, o tiroteio começou depois que policiais do 5º Batalhão chegaram ao local, no começo da manhã.

A mãe de Caio, Maria José, é doméstica e já estava no trabalho, quando a filha ligou para avisar. “Minha família está destruída”, lamentou.

Segundo a plataforma colaborativa digital Fogo Cruzado, 102 pessoas foram baleadas inadvertidamente durante trocas de tiros na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Destas, 18 foram mortas (13 delas enquanto estavam dentro de suas próprias casas).

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

1 ano sem Moïse

A mãe de Moïse esteve pela primeira vez no quiosque onde seu filho foi assassinado. Revoltado,…