Vítima, de 56 anos, teve queimaduras de segundo grau e está internada.

Um homem de 56 anos sofreu queimaduras de segundo grau após ter o corpo incendiado por Franciel Santos Silva, de 27 anos, na madrugada desta terça-feira, 18, em Santos, no litoral sul de São Paulo. A vítima, que vive em situação de rua, está internada na Santa Casa do município.

Franciel Santos Silva, de 27 anos / Foto: arquivo pessoal

Segundo testemunhas, o ataque ocorreu na Avenida Pedro Lessa, no bairro Embaré, após o suspeito ter acusado o homem em situação de rua de ter roubado um celular. O homem, ainda não identificado, nega as acusações. Segundo moradores e comerciantes do bairro, o homem dorme todas as noites na rua e trabalha como catador de latinhas e de vez em quando trabalha em uma bicicletaria da região.

Para não ser identificado, Franciel, que ainda agrediu com socos e chutes o senhor antes das imagens começarem a ser registradas, utilizou um capacete para cobrir o rosto. As imagens foram registradas por um morador.

A testemunha que filmou a agressão contou que estava dormindo quando escutou uma gritaria e foi até a janela de seu apartamento. Ela teria visto Franciel desferir diversos golpes na vítima, além de fazer ameaças antes de deixar o local. Aproximadamente 20 minutos depois, o agressor retornou, dessa vez carregando um recipiente com gasolina. Ele voltou a agredir o homem em situação de rua, jogou o combustível e, com um isqueiro, ateou fogo ao homem. Em seguida, antes de fugir andando na direção contrária, Franciel jogou o galão entre um carro e um poste, onde o frasco explodiu.

A vítima correu em direção ao Canal 4. Na área, há uma farmácia e um posto de combustíveis. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central por volta das 7 horas da manhã, onde recebeu os primeiros socorros e foi encaminhado à Santa Casa. A vítima permanece internada, mas não corre risco de morte.

Assista o vídeo abaixo:

Deixe seu comentário: