Israel mata adolescente palestino na Cisjordânia

Segundo o Ministério da Saúde palestino, seis manifestantes foram feridos por munição letal.

1 min read
Foto: Alaa Badarneh

O adolescente palestino Mohammad Said Hamayil, de 15 anos, foi morto pela israelense durante um realizado na sexta-feira, dia 11 de junho, na Cisjordânia. O ato, que reivindicava o fim dos assentamentos ilegais de colonos judeus na Palestina, foi dispersado com balas letais, de borracha, e gás lacrimogêneo pelas forças sionistas.

Segundo o Ministério da palestino, seis manifestantes foram feridos por munição letal, tendo sido conduzidos a um hospital na cidade de Nablus. Além disso, testemunhas relataram à agência de notícias Anadolu que dezenas de pessoas sofreram com dificuldades respiratórias por conta do gás.

Manifestações pró- foram reprimidas com violência por também em Nablus, Qalqilya e Ramallah, informa a Anadolu.

Em 1967, o Estado israelense ocupou à força partes importantes dos Palestina, como a Cisjordânia, a Faixa de Gaza, a Península do Sinai e a parte ocidental das Colinas de Golan. Desde então, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas adotou uma série de resoluções determinando a que se retire dessas áreas. Essas normas, no entanto, tem descumpridas sistematicamente por sucessivos governos do país, que avança cada vez mais com sua política expansionista.

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias