Torcedores de todo o país se manifestam contra a realização da “Copa da Morte”

A Copa América no Brasil, criticada e chamada por torcedores de "Copa da Morte", é mais um evidente descaso do governo federal com a pandemia no país.

Foto: Reprodução/Recebido por WhatsApp

Torcedores de todo o Brasil da Frente Nacional pelo Futebol Popular (FNFP) se organizaram e estenderam faixas com os dizeres “Contra a Copa da Morte” em federações de futebol pelo país.

A seria na Argentina, mas o torneio foi cancelado no domingo (30/05) por causa do avanço da pandemia. A Colômbia, que sediaria a Copa América junto com os argentinos, também desistiu pelo mesmo motivo e pela pressão da população nas ruas em protesto.

A realização da é sem dúvida uma questão comercial. Na última edição do torneio, realizado também no Brasil, a Confederação brasileira de Futebol(CBF) obteve mais de 600 milhões de receita. É muito dinheiro.

Naquela ocasião, havia uma receita considerável de bilheteria com os altos preços dos ingressos. Desta vez, a Conmebol não tem expectativa de público por causa da pandemia, mas ainda assim, é muito dinheiro em jogo.

A FNFP lançou um manifesto em que critica a realização do torneio e convoca torcidas para que estejam nas ruas no dia da abertura para protestar contra a “Copa da Morte” ou “Cepa América”.

Leia o manifesto abaixo:

Manifesto da Frente Nacional pelo Futebol Popular contra a Copa da Morte

Após uma longa demora para responder à fabricantes de vacinas, e ainda recusar 11 vezes a oferta de compra, o governo Brasileiro, com muita rapidez, aceitou o convite lunático da CONMEBOL para sediar a 2021, já rejeitada em outros países irmãos. E isso num momento em que o país se aproxima dos 500 mil mortos pela pandemia, em meio a nova onda de contágios e com recorde de desemprego.

Estivemos contra a volta do futebol no país, enquanto defendemos os profissionais na linha de frente do combate a e o SUS. Voltaremos aos estádios para dizer não a esta Copa da Morte.

Durante toda a as torcidas organizadas no Brasil, constantemente perseguidas pelo poder público e pela elitização do futebol por parte da CBF e CONMEBOL, estiveram presentes nas periferias do país inteiro dando aula de solidariedade.

Convidamos as torcidas e coletivos ligados ao futebol para que tomemos a frente dos estádios no dia 13/06, dia da abertura da “Cepa América” para protestar contra mais esse desrespeito brutal aos familiares e vítimas da Covid-19.

Ex-jogador se com a realização do evento

Apresentador do programa ‘Os Donos da Bola’, da TV Band, Neto foi muito enfático ao se posicionar contra a realização da  no Brasil. Para ele, o torneio no país é o “maior absurdo de todos os tempos”. O comentarista citou a falta de vacinas para a população brasileira e o número de mortos pelo novo para sustentar seu argumento. 

“A gente tem quase 500 mil mortes no nosso país, a gente não tem nem a primeira vacina, nem a segunda dose. E aí vem a Conmebol e a CBF (…) falar que a Copa América vai ser no Brasil. No Brasil? Promotores, governadores, senadores, presidente? Vocês vão deixar isso acontecer?”, declarou Neto em seu canal no YouTube.

O Brasil chegará aos 500 mil mortos pela Covid-19 durante a Copa América.

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias