Chile: população incendeia prefeitura da cidade em revolta contra assassinato de artista de rua pela polícia

Artista foi morto a tiros à queima-roupa, em uma abordagem policial. A prefeitura da cidade foi a primeira a ser completamente incendiada durante a revolta dos manifestantes.

3 mins read
Foto: Alicia Caceres/Aton Chile

Milhares de pessoas protestaram na noite da última sexta-feira (5), em Panguipulli, na província de Valdívia, região no sul do Chile, após o assassinato de um jovem malabarista por policiais. Diversos edifícios públicos foram totalmente destruídos por incêndios.

O artista de rua, Francisco Martínez, foi morto a tiros à queima roupa em plena luz do dia, em uma abordagem pela verificação de seus documentos de identidade. O vídeo da violenta ação policial viralizou na internet.

As imagens, gravadas por testemunhas, mostram o artista sendo visado por vários policiais armados, no meio da rua e em pleno dia. De repente, o artista se aproxima de um dos agentes que atira, primeiro, em seus pés e depois, em seu peito. O jovem morreu na hora.

Muitos moradores da pequena cidade de apenas 35 mil habitantes ficaram indignados e foram às ruas revoltados contra a violência policial. A prefeitura de Panguipulli foi a primeira a ser atacada e foi completamente incendiada, assim como a delegacia e o Tribunal de Justiça da cidade.

A alegou “legítima defesa”, afirmando que o artista estava armado com um sabre. No entanto, várias testemunhas garantem que ele carregava espadas de circo, cujas lâminas são cegas para evitar qualquer risco de ferir as pessoas.

Nos últimos anos, a popularidade da chilena está em forte queda. A corporação é muito criticada após vários escândalos de corrupção e a onda de brutal contra o movimento social de outubro de 2019, quando milhares de chilenos saíram às ruas denunciando as desigualdades no país.

O policial, cuja identidade está sendo mantida em sigilo, foi detido no mesmo dia. Ele foi levado no sábado (6) a um tribunal de Justiça para uma audiência na qual foi determinado que “ficará detido” até nesta segunda-feira (8), quando o Ministério Público deve apresentar as acusações contra ele e dar início à investigação do caso.

Mídia1508

A 1508 é um coletivo de jornalismo independente anticapitalista, dedicado a expor as injustiças sociais brasileiras e a noticiar as mobilizações populares no Brasil e no mundo.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias