Manifestantes desafiam Trump e derrubam mais uma estátua de Cristóvão Colombo

Poucas horas depois de Trump chamar os manifestantes de "nazistas e terroristas" no discurso de quarto de julho, a estátua de Cristóvão Colombo foi derrubada em Baltimore, nos EUA.

Foto: Reprodução Facebook

Manifestantes em Baltimore, no estado de Maryland, nos Estados Unidos (EUA), derrubaram uma estátua de Cristóvão Colombo e a jogaram em um porto, desafiando o presidente Donald Trump horas depois de comparar os manifestantes do Black Lives Matter e grupos com “nazistas e terroristas” em seu discurso de 4° de julho. 

Apenas um dia após Trump avisar que as pessoas que “danificam ou desfiguram” estátuas receberão “um mínimo de 10 anos de prisão”, um grupo de manifestantes usou cordas para derrubar o monumento em homenagem ao colonizador e despejá-lo no porto da cidade. Assista o vídeo:

Manifestações semelhantes para desafiar Trump foram realizadas em várias cidades do país. Bandeiras dos EUA foram incendiadas em Washington, perto de onde o presidente estava hospedado e na cidade de Nova York, ao lado da Trump Tower. No maior monumento confederado do país, que tem sido usado como um local de encontro pela Ku Klux Klan, uma coalizão de grupos armados majoritariamente pretos se reuniu para exigir a da escultura racista. Clique aqui para saber mais.

Segundo o jornal local The Baltimore Sun, a estátua era de propriedade da cidade e dedicada em 1984 pelo ex-prefeito William Donald Schaefer e pelo presidente Ronald Reagan. Apenas mais um motivo para derrubá-la.

Por todo o país militantes e exigem que fundos do departamento de sejam desviados para serviços sociais, pública e construção de moradias populares. Reivindicam também reparações para as comunidades indígenas e afro-americanas e a de todas as honrarias a supremacistas brancos, proprietários de pessoas escravizadas, perpetradores de e a colonizadores.

Estátua amarrada, momentos antes de ser puxada e derrubada / Foto: Reprodução Facebook

O presidente Trump, na semana passada, disse que os civis apanhados derrubando monumentos confederados podem enfrentar até 10 anos de prisão. Ele autorizou autoridades federais a “prender qualquer pessoa que vandalize ou destrua qualquer monumento, estátua ou outra propriedade federal nos EUA com até 10 anos de prisão”.

A evidente aversão de Donald Trump aos manifestantes do Black Lives Matter e a grupos se infiltrou em seu discurso de quatro de julho na Casa Branca, onde ele os comparou a nazistas e terroristas.

Desde que a onda de protestos começou, estátuas de Cristóvão Colombo já foram derrubadas ou destruídas em cidades como Miami; Richmond, Virgínia; Saint Paul, Minnesota; e Boston, onde o monumento foi decapitado.

Rafael Daguerre

Fotojornalista/Videorrepórter

Um dos fundadores da Mídia1508. "Ficar de joelhos não é racional. É renunciar a ser livre. Mesmo os escravos por vocação devem ser obrigados a ser livres, quando as algemas forem quebradas" ― Carlos Marighella.

1 Comentário

Últimas Notícias