Estupro no trem: policiais e agentes da SuperVia obrigam adolescentes a fazer sexo oral

Os rapazes contam que foram tirados do trem com violência e que sofreram agressões e humilhações dentro da estação Maracanã.

1 min read
Imagem: Reprodução

Os dois jovens foram abordados no trem por dois homens que se identificaram como policiais militares. Os amigos, de 17 e 18 anos, admitem que são usuários de drogas e que iam comprar maconha na comunidade da Mangueira.

Alegaram que no momento da abordagem não estavam de posse substâncias ilícitas. Os rapazes contam que foram tirados do trem com violência e que sofreram agressões e humilhações dentro da estação Maracanã.

“Mais que humilhação, covardia. Levou a gente para trás da estação. Começou a bater na gente. Jogou spray de pimenta, bateu com a arma na nossa cara, chutou a cabeça. Mandou a gente rolar no mijo, secar o mijo”, afirmou um deles à imprensa. Segundo o relato, seis agentes participaram da sessão de tortura. “Dois falando que eram policiais e quatro guardinhas da Supervia”.

O foi filmado pelos agressores. “Eles obrigaram. Colocaram a arma na nossa cabeça. Se a gente não fizesse, iam matar a gente”, explicou.

Mídia1508

Somos um coletivo de mídia independente anticapitalista. Nosso conteúdo é livre de influência de qualquer instituição política. Funcionamos sem qualquer tipo de propaganda. Nosso trabalho é feito por quem acredita que jornalismo não é publicidade e que portanto tem uma função social fundamental para conseguirmos transformar a nossa realidade.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published.

Últimas Notícias